• pt
  • en

  • Carolina Serrano


    Vista geral da exposição "Para Sempre Prestes A Terminar", 2020
    Curadoria de Mattia Tosti, Galeria Foco (Lisboa)



    Onde eu e tu estamos, 2020
    Parafina sólida e parafina líquida, 20,5 x 15 x 15 cm. Fotografia: Bruno Lopes



    Os amantes, 2020
    Parafina e pavio, 111 x 114 x 17 cm



    Fala verdade quem diz sombra I, 2020
    Impressão a jacto de tinta sobre papel fine art, 48 x 36 cm



    Fala verdade quem diz sombra X, 2020
    Impressão a jacto de tinta sobre papel fine art, 56 x 42 cm



    Sem título (noites nocturnas) IV, 2019
    Parafina e mdf. Fotografia: Bruno Lopes



    Sou eu que me lembro, 2019
    Madeira, correntes, taça de vidro, suporte de vela, parafina, água, 151 x 39 x 20 cm



    doce distância IV, 2018
    Parafina e pavio, 100 x 50 x 26 cm. Fotografia: Bruno Lopes



    doce distância II, 2017
    Parafina e pavio, 25 x 25 x 38 cm. Fotografia: Bruno Lopes



    Carolina Serrano (Funchal, 1994), vive e trabalha em Cascais.

    Carolina Serrano terminou o Mestrado em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa em 2018, com a dissertação “A dimensão espiritual da Escultura através da obra de XIX artistas”.
    Em 2017 concluiu a Pós-Graduação em Curadoria de Arte na Faculdade de Ciências Socias e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e em 2015 a Licenciatura em Escultura na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.

    A artista apresentou a sua primeira exposição individual Para sempre prestes a terminar, com curadoria de Mattia Tosti, Galeria FOCO (Lisboa, 2020).

    Destacam-se as seguintes exposições colectivas nas quais participou: Grão—Residência Artística de Investigação, Capitania do Museu de Aveiro (Aveiro, 2020); XV Edição do Prémio de Pintura e Escultura de Sintra D. Fernando II, MU.SA- Museu das Artes de Sintra (Sintra, 2020); Tarimba apresenta a ESQUINA, com curadoria e produção do Tarimba Coletivo e BECO, Esquina Atelier (Lisboa, 2019); Estouro, com curadoria de Beatriz Coelho, Francisca Gigante e Inês Espada Vieira, Espaço Cultural Mercês, (Lisboa, 2019); 5ª Bienal Internacional de Arte de Espinho, Museu Municipal de Espinho (Espinho, 2019); I will take the risk, com curadoria de Carolina Trigueiros e TH Studio, Tomaz Hipólito Studio (Lisboa, 2019); Singular Pace, com curadoria de Helena Mendes Pereira, Zet Gallery (Braga, 2018); Inside/Outside, Palácio do Marquês de Pombal (Oeiras, 2015).

    Em 2018, Carolina Serrano recebeu o Prémio SHAIRART G-ABA.

     

     

     

     




    Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.